Os conflitos nas empresas são comuns e podem causar diversos problemas, como o mau relacionamento dos funcionários e a ineficiente dos processos, prejudicando a produtividade e impedindo a evolução do negócio.

Em razão disso, é importante saber o que pode gerar desentendimentos entre os colabores e quais são as medidas que devem ser adotadas quando eles acontecem.

Neste artigo, mostraremos os principais motivos dos conflitos e algumas práticas para ajudar a solucioná-los. Continue a leitura!

Quais são os motivos dos conflitos nas empresas?

Os conflitos são gerados por diversos motivos, que podem envolver questões pessoais dos funcionários e a estrutura da empresa. A seguir, apresentaremos as principais causas.

Comunicação ineficaz

A comunicação ineficaz é um dos principais motivos para os conflitos nas empresas. As falhas nesse aspecto podem ocorrer em vários níveis e se multiplicar com facilidade, causando uma série de informações desencontradas que afetam todos os processos da organização.

Isso acontece, por exemplo, em organizações que não têm procedimentos de comunicação interna bem definidos e não treinam os seus gestores e líderes para comunicar expectativas e realizar feedbacks com eficiência.

Falhas nos processos de contratação

As divergências são inevitáveis quando os perfis dos funcionários não estão alinhados com a filosofia e os objetivos do negócio.

Essas situações ocorrem quando os processos de contratação não são bem definidos, atraindo e admitindo pessoas com características e habilidades que não estão de acordo com as necessidades da empresa.

Ausência de lideranças

Os líderes são pontos de referência dentro da empresa. É para eles que os funcionários olham quando precisam de um exemplo ou de um conselho. Quando não há lideranças fortes, que inspirem confiança e credibilidade, os empregados ficam desorientados, criando um clima propício para o aparecimento de conflitos.

conheça nosso curso:  L2 – AUTOLIDERANÇA TRANSFORMADORA

Gestão ineficiente

A harmonia das equipes depende do modo como são geridas. Os gestores que não conseguem administrar de forma eficiente as pessoas e os processos abrem espaço para que os funcionários não confiem neles e na organização, gerando um ambiente incerto e conflituoso.

Falta de treinamento

É natural que as pessoas tenham opiniões e posicionamentos distintos diante de uma mesma situação, mas as diferenças se tornam prejudiciais quando os funcionários não sabem lidar com elas. Por isso, é essencial que as empresas incentivem o desenvolvimento de habilidades como empatia e comunicação, oferecendo oportunidades de treinamento.

Conheça nossos cursos IN COMPANY

Problemas no clima organizacional

Ambientes conturbados e desagradáveis tendem a deixar os funcionários estressados e desmotivados, contribuindo para o surgimento de hostilidades e confrontos. Isso pode ocorrer por várias razões, como pressão excessiva por resultados ou falta de ações que incentivem o bom relacionamento entre os empregados.

Recursos escassos

Quando os recursos necessários para realização das atividades, como equipamentos eletrônicos, materiais de escritório e veículos, não são suficientes, os funcionários podem começar a disputá-los.

Esse tipo de situação causa competições nocivas para as relações interpessoais e podem fazer os colaboradores se sentirem injustiçados, desmotivados e descontentes com a empresa.

Mudanças

Alterações na organização, como mudanças gerenciais e implementação de novas tecnologias, exigem adaptações que podem criar incertezas e tensão, aumentando a competição, piorando os relacionamentos e gerando desavenças.

Quais são as práticas para resolver os conflitos nas empresas?

O ideal é que os conflitos sejam evitados, mas em muitas situações fazer isso não é possível. Nesses casos, cabe ao gestor gerenciar os problemas para transformá-los em oportunidades de evolução para os funcionários e para a empresa.

A seguir, apresentaremos algumas práticas para o gestor solucionar os conflitos nas empresas.

Comunicar de forma clara e objetiva

Ao mediar a resolução do conflito ou apresentar uma solução, o gestor precisa se comunicar de forma clara e objetiva, evitando, por exemplo, a utilização de justificativas sem embasamentos. Além disso, ele deve incentivar os funcionários a também se expressarem dessa forma e para que todos mantenham uma linguagem respeitosa, que contribua para resolver a situação.

Conheça nosso curso: COMUNICAÇÃO VERBAL

Não ignorar a existência dos conflitos

Quando a existência dos conflitos é ignorada, a tendência é que eles tomem proporções maiores, afetando outros funcionários e comprometendo o rendimento da equipe. O gestor precisa se mostrar consciente das divergências, e, se for necessário, assumir a responsabilidade e tomar uma decisão antes que o problema se propague.

Descobrir as causas

Desentendimentos por questões que aparentemente são irrelevantes podem esconder problemas mais complexos que estão prejudicando processos e trazendo grandes prejuízos para a empresa. Diante disso, é fundamental que o gestor investigue as causas e tome medidas para corrigi-las.

Fazer a mediação

É importante que os funcionários sejam incentivados a resolverem os conflitos entre si, sem o gestor precisar apresentar uma solução pronta para a situação. Para isso, é preciso guiar a conversa de modo neutro, propondo ações que façam os funcionários expressarem as suas opiniões, se empenharem para entender diferentes pontos de vista e entrarem em um acordo que deixe todas as partes satisfeitas.

Ouvir com atenção

Normalmente, quando as pessoas estão conversando para resolver um impasse, elas estão focadas em defender o seu ponto de vista e esquecem de ouvir o que outro está falando. Isso impossibilita que as diferentes percepções sejam conhecidas e compreendidas, tornado a resolução do conflito praticamente impossível.

Sendo assim, é essencial que o gestor ouça todas as considerações e solicite que os funcionários façam o mesmo.

Fazer perguntas

Boas perguntas fazem com que os funcionários reflitam sobre os seus posicionamentos, o que gera novas ideias e torna mais fácil encontrar uma solução.

Para que elas sejam eficientes, é importante fazer questionamentos sem deixar os envolvidos acusados. É preferível realizar perguntas mostrando o interesse em entender a situação. Por exemplo, em vez de usar “por que” para iniciar os questionamentos, é melhor usar “como”, “o que” e “qual”.

Conheça nosso curso: TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO EM PÚBLICO

Criar um ambiente seguro

Quando as pessoas se sentem ameaçadas, tendem a se defender ao invés de procurar uma solução para o impasse. Por isso, é fundamental criar um ambiente respeitoso, no qual todos se sintam a vontade para compartilhar as suas opiniões sem temer represálias.

Evidenciar o que os envolvidos têm em comum

O gestor deve encontrar os interesses que estão por trás das opiniões e lembrar aos envolvidos o que eles têm em comum, como princípios, objetivos e o propósito da empresa. Ademais, é necessário salientar os benefícios que a resolução da divergência vai trazer para todos.

Para evitar os conflitos nas empresas, é preciso corrigir as suas causas. Por esse motivo, é importante que o gestor esteja atento ao comportamento dos funcionários e tenha habilidades de comunicação para identificar, investigar e solucionar as divergências.

Gostou de descobrir quais são os principais motivos dos conflitos nas empresas? Siga os nossos perfis no Facebook, no YouTube, no Twitter e LinkedIn e fique por dentro das nossas novidades.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados são necessários *