Muito se fala sobre o perfil ideal para um gestor, líder, empreendedor e, de maneira geral, para quem quer conquistar sucesso na carreira. Entretanto, diante de tantas qualidades e habilidades vistas como necessárias, é difícil não se frustrar ao perceber que você não as possui.

Mas, na verdade, não há motivo para desânimo! Assim como os conhecimentos técnicos e práticos que você utiliza na sua vida profissional, as habilidades também podem ser adquiridas e aprimoradas com muita dedicação e autoconhecimento.

É por isso que apresentamos as 5 melhores dicas para desenvolver habilidades. Elas vão ajudar você a transformar-se na melhor versão de si mesmo e a se capacitar para tornar-se o profissional que você quer ser. Está esperando o quê? Continue a leitura e mãos à obra!

1. Identifique as habilidades que você precisa melhorar

Simplesmente tentar aprimorar-se enquanto pessoa e enquanto profissional, sem um foco específico, será pouco produtivo. No final, você não alcançará nenhuma mudança a longo prazo e, assim, ficará frustrado e desmotivado para tentar rever seu processo.

Conheça nosso curso: TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO EM PÚBLICO

Sendo assim, antes de começar, é fundamental que você identifique a habilidade ou as habilidades que precisa melhorar. Isso pode ser feito por meio do feedback que você recebeu ao longo da sua carreira, dos conselhos de amigos, parentes próximos e em quem você confie, mas, principalmente, de sua própria análise e autoconhecimento.

Apesar de percebermos que precisamos melhorar, realmente apontar nossas características que precisam de aprimoramento nem sempre é uma tarefa fácil. Afinal, avaliarmo-nos dessa maneira requer um pouco de vulnerabilidade. E, depois, você precisará de determinação e força de vontade para verdadeiramente alcançar essa meta.

Você quer ser um líder mais competente e inspirador? Melhorar suas habilidades de comunicação, já que, frequentemente, participa de palestras e reuniões? Aprender a trabalhar melhor em equipe e evoluir suas capacidades interpessoais?

A decisão daquilo em que você vai focar guiará o restante do processo.

2. Encontre um método para desenvolvê-la

Não existe um único método para desenvolver habilidades, porque isso depende muito daquilo que funciona para cada indivíduo. Além disso, diferentes profissionais podem precisar melhorar a mesma habilidade por motivos bastante distintos.

Tomemos a boa comunicação, por exemplo: você pode querer aprimorá-la por ser tímido, enquanto seu colega talvez precise de ajuda por se expressar de maneira excessivamente agressiva. O objetivo final é o mesmo, mas o caminho até lá será desenhado de acordo com as dificuldades e com o perfil de cada um.

Conheça nosso curso: COMUNICAÇÃO VERBAL

O que fazer, então? Coloque a mão na massa e tente! Converse com seus colegas e superiores, pesquise o que os especialistas têm a dizer e, se possível, dialogue diretamente com um expert no assunto. A partir daí, experimente os diferentes métodos apresentados e avalie os resultados que cada um traz para você.

Além de efetivamente ajudar você no desenvolvimento das habilidades, esse processo também aumenta seu autoconhecimento, já que você deverá analisar de que maneira cada uma das metodologias testadas afetou aquilo que precisa de atenção.

3. Treine essas habilidades

O aprimoramento das habilidades não acontece de uma hora para outra, especialmente se você estiver buscando resultados em longo prazo (que deve ser sua intenção!). Sendo assim, você precisa “colocar a cara a tapa” e treinar suas habilidades.

Retomando o exemplo da dica anterior, se você for tímido e isso atrapalhar as ocasiões em que tem que falar com um público, é bastante comum que você, então, evite essas situações. Afinal, sem público, sem problema, não é mesmo? Mas assim você jamais desenvolverá suas habilidades de comunicação!

Conheça nosso curso: O JOGO DA NEGOCIAÇÃO

Portanto, enfrente seus medos e ativamente busque por oportunidades de treinar as habilidades que você precisa desenvolver. É como diz o ditado: a prática leva à perfeição. Além disso, você poderá, inclusive, conviver com pessoas que se destacam nos pontos em que você deseja melhorar, e esses profissionais podem ser grandes exemplos.

4. Continue melhorando e se desenvolvendo

O desenvolvimento de habilidades é um processo contínuo. Chegará um momento em que você se sentirá confortável e satisfeito com seu progresso e, então, conseguirá colocar essas habilidades em prática com desenvoltura e competência. Mas isso significa que poderá parar de trabalhar nelas? Não!

Continuar seu desenvolvimento é importante para que você não tenha uma recaída e perca o progresso conquistado com tanta dedicação. Além disso, o mercado de trabalho e os especialistas constantemente elaboram novas técnicas, ferramentas, materiais e métodos para esse aprimoramento, e as próprias exigências mudam com frequência.

Nesse contexto, se você quiser estabelecer-se como um profissional altamente capacitado, detentor das habilidades necessárias para a carreira que você deseja traçar para si mesmo e capaz de manter-se por dentro das mudanças e tendências da sua área, o desenvolvimento de habilidades deve fazer parte da sua rotina.

Conheça nosso curso: L2 – AUTOLIDERANÇA TRANSFORMADORA

Para tanto, leia livros sobre o assunto — tanto os clássicos da área quanto os mais recentes, que trazem novidades e estudos recentes. Ficar por dentro de artigos e entrevistas com especialistas também é recomendado. Hoje em dia, com a internet e o amplo acesso à comunicação, não vão faltar materiais para você continuar estudando.

As TED Talks, por exemplo, trazem profissionais notáveis de diversas áreas para falar, entre tantos outros assuntos, sobre aprimoramento pessoal e profissional — seja em termos de comunicação, liderança, produtividade, criatividade ou empreendedorismo, por exemplo. Você certamente encontrará os maiores especialistas da sua área.

5. Valorize o feedback

Nem sempre conseguimos avaliar com clareza a maneira com que estamos desenvolvendo nossas habilidades e apresentando-as para o mundo. Você pode ter se sentido confortável e confiante durante uma palestra, mas o que seus colegas que estavam na plateia acharam da sua fala e da maneira com que você se apresentou?

Seus colegas e superiores de confiança também estão interessados em ver você brilhar. Portanto, valorize o feedback que eles têm a oferecer — e, mesmo se eles não lhe derem um retorno, peça-o! Isso mostra a eles que você está realmente dedicado a aprimorar-se e, diante disso, eles farão o possível para lhe ajudar.

E isso inclui apontar os quesitos em que você está se saindo particularmente bem (continue dando atenção a eles, mas sabendo que está no caminho certo), aqueles que ainda precisam de melhorias e, até mesmo, questões que você não havia percebido.

Afinal, como mencionamos neste artigo, o aprimoramento pessoal e profissional é um processo constante. Por meio do feedback, você poderá ter um acompanhamento que será muito útil para que você saiba como dar continuidade ao seu desenvolvimento.

Gostou de conhecer as melhores dicas para desenvolver habilidades de maneira contínua e eficiente?

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados são necessários *